Próximos Passos ? (Eduardo Najjar)

Atualizado: Mai 11

Eduardo Najjar

O que empresas deveriam estar fazendo, hoje, dentro da nova dinâmica dos mercados, no Brasil e no mundo ?

Projeta-se que em todo o planeta as empresas, exceção feita àquelas que atendem necessidades básicas de alimentação, saúde, segurança, agribusiness, enfrentarão muitas dificuldades para operar e sobreviver.

Grande parte de nossos colegas, seres humanos, estão sendo levados pelas ondas de medo, pessimismo e limitações pessoais de origem psicológica, nem sempre com base na realidade e nas possibilidades futuras.

Desejo falar aqui para você que tem como objetivo ser protagonista, após a passagem destes tempos de mudança. Em tempo, a mudança já está em curso.

O que pode ser feito hoje, nas próximas semanas ?

Duas palavras vêm à minha mente: desconstrução e realinhamento.

Décadas atrás ficou muito conhecido um vídeo que discutia o tema paradigmas, cuja mensagem era: “...quando um paradigma muda, em qualquer aspecto da vida ... todo o conhecimento e as dinâmicas humanas voltam a zero, tudo e todos se igualam pelo surgimento dos novos paradigmas que poucos conhecem.”

O exemplo mais explorado no vídeo comentava sobre a indústria relojoeira Suíça que, com o surgimento dos relógios movidos a quartzo (novo paradigma), indústria secularmente tradicional, forte, com imagem inabalável, teve seus pilares destruídos.

A causa dessa crise ? A indústria relojoeira Suíça não teve a necessária sensibilidade para notar a chegada da mudança. Para que conseguisse reagir e se reerguer, seus pilares tiveram que ser desconstruídos e realinhados à nova realidade. Passado quase meio século, o resultado: esse microcosmo empresarial se reconstruiu e voltou a florescer.

No caso atual observe o mundo todo e diga, quais paradigmas se esgotaram ? Quais novos paradigmas estarão entrando em vigor ?

Duas perguntas que podem ajudar nessa reflexão: qual o resultado do confronto entre ciência e racionalidade ? Qual a importância do planejamento, para mercados e empresas, já que com a mudança de paradigmas, tudo ruiu ?

Consigo responder à esta segunda pergunta.

Ruíram os planos, daqueles mercados e negócios que os tinham. Mas não ruíram as pessoas, suas crenças, habilidades, criatividade e força de trabalho. E o que está acontecendo com mercados e negócios que não tinham planejamento ?

Mercados e empresas que nunca aplicaram em planejamento, estão assistindo à queda dos pilares de seus negócios.

Aproveitando os vazios que estão surgindo, em vários aspectos da vida no mundo, esta é a hora do surgimento de novos modelos de negócios e de relações humanas, liderados por uma outra natureza de líderes, cujas competências estejam alinhadas com os novos paradigmas.

Resumindo e propondo: você pode se tornar um protagonista e não apenas um espectador, aguardando o que irá acontecer ao final deste ato.

Trazendo ao mundo novas ideias, propostas humanizadas que favoreçam o crescimento dos seres humanos, através de uma nova forma de aplicação da força de trabalho para o bem de grupos.

Sugiro que retome seu negócio a partir de ideias e ações planejadas, baseadas em conhecimento técnico. Fixe sua atenção em aspectos relevantes. No seu negócio, cuide do caixa, revise a proposta de valor dos produtos e serviços que oferece ao mercado, cuide das pessoas - colaboradores - com técnica, aplicando os princípios da meritocracia.

Projete o reerguimento dos negócios com competência e valores humanos.

Cultive a felicidade do maior número de pessoas que você e seus negócios puderem alcançar.

Parabéns ! Tenha um bom tempo de novos paradigmas !

abril 2020

9 visualizações

© 2018 by Predebon & Associates