Prontidão pois tudo passa! (Gentil Nishioka)

Atualizado: Mai 11

Gentil Nishioka

Cansado de ouvir notícias sobre a pandemia, alternadas com novas mudanças na política, o tédio poderia aparecer, mas as ocorrências não permitem.

O mundo mudou. As mudanças acontecem com velocidades imprevisíveis. No Brasil, a crise na saúde alavancou a da política, tumultuando a economia, que parecia estar caminhando para uma saída racional.

Sinto falta de tanta coisa: praticar Taichi Chien de manhã, com o Mestre Thomas e aos sábados, com o Joe e a turma de Taiwan, conversar amenidades com os professores, recarregar a bateria com meus irmãos, exercitar Shodô com os velhinhos japoneses, encontrar os Barbudinhos, tomar café com o João etc. As perdas são muitas, mas os ganhos ainda continuam a superá-las.

A saúde permanece e estou bem. As atividades físicas diminuíram, mas as profissionais continuaram. Com mudanças rápidas e surpreendentes, a ESPM não me deixou ficar ocioso, mantendo as aulas nos dias programados, com defasagem de apenas uma semana. As novas aulas são desafiadoras e demandam muito conteúdo e trabalho. Os Alunos se mostram satisfeitos.

Estou voluntário na ITAEx, que continua a apoiar o ITA. A estabilidade e continuidade visadas pela academia não deixam espaço para a flexibilidade requerida em imprevistos como os atuais. O Reitor disponibilizou, imediatamente, os laboratórios e demais recursos do ITA para ajudar a combater a pandemia. Os alunos voltaram para suas casas e recursos para aulas online estão sendo providenciados. Ex-Alunos se mobilizaram para a produção de respiradores para o tratamento dos atingidos pelo vírus.

Impostos cairão com a redução da atividade econômica, demissões foram iniciadas, novos modelos de negócio estão sendo desenvolvidos, a população pode empobrecer ainda mais. Aqueles que não se adaptarem perderão.

Os cidadãos comuns, dentre os quais estou, pouco poderão fazer, individual ou coletivamente, principalmente na mudança da cultura corporativista tradicional, organizada e enraizada de nossos políticos, autoridades e servidores públicos.

Os eleitores se limitam a votar, de tempos em tempos, democraticamente, em candidatos com promessas atraentes, que dificilmente cumprirão, como têm demonstrado.

Por um lado, se eu apenas fechar os olhos e ouvidos a isso, a vida continua. No mesmo sentido, diz o sábio: “Não gaste energia em aquilo que está além de sua alçada”.

O nobre veterano Fuligem não cansa de repetir o conceito de prontidão para o amanhã: “ O que preciso fazer hoje, para futuro desejado ser realizado”.

O professor precisa estar sempre pronto para ajudar a transformar seus Alunos em Profissionais e Cidadãos Competentes, que contribuam efetivamente para o desenvolvimento econômico e social da Nação.

20200430 gn

13 visualizações

© 2018 by Predebon & Associates